quarta-feira, outubro 26, 2005

Para mais tarde recordar




Não resisto a estes comoventes momentos: Joaninha Amaral Dias deseja a Louçã boa sorte na corrida à presidência. É nestes momentos que se vêem os amigos. Outro documento magnífico: C. Carvalhas passa a Jer. de Sousa a cassete (na foto maior) com o discurso para as duras lutas que se avizinham.

Redfishcomovido


19 comentários:

Morde na perna, disse...

que bonita que ela era!!!

Dama Pé de Cabra disse...

Nem por isso....muito fria...parece mais uma das dúbias heroínas de Hitchcock...nuca se sabe quando vão dar um beijinho ou uma facadinha nas costas...provavelmente o encanto delas reside aí...que sei eu? não passo de um simples pé de cabra feminino

indio louco disse...

Estas e outras contradições fazem-me pensar num texto que um amigo meu me enviou e que reproduzo abaixo.

Existe um país ... se é que se pode chamar país...

Existe um país onde um cidadão de 81 anos,depois de ter cumprido 10 anos de mandato como Presidente da República e de ter estado 10 anos de molho,decide candidatar-se novamente para salvar o país de um fantasma, passando por cima de um amigo de longa data.

Existe um país onde três candidatos autárquicos estão indiciados por processos fraudulentos e uma outra candidata com mandato de prisão emitido e foragida no Brasil, tem toda a cidade a aguarda-la tal qual D.Sebastião.

Existe um país onde o único escritor galardoado com o prémio nobel da Literatura vive no país vizinho.

Existe um país de onde é oriundo aquele que é considerado o melhor
treinador de futebol da actualidade, mas cujo seleccionador nacional é estrangeiro.

Existe um país onde o maior sucesso nacional do ano é um disco de originais de um músico que morreu há vinte anos (sem pensar na praga dos dzrt).

Existe um país onde os dois guarda-redes da selecção nacional são suplentes de dois guarda-redes da mesma nacionalidade nos respectivos
clubes.

Existe um país onde o nome da mascote do principal evento desportivo alguma vez organizado começa por uma letra (k) que não faz parte do seu alfabeto.

Existe um país onde há 10 estádios novos em folha mas não temos sequer
5 hospitais dignos do nome.

Existe um país onde os polícias são os únicos que andam sem cinto de segurança (eles não têm acidentes?)

Existe um país onde os pedófilos ricos não são criminosos mas os pedófilos pobres são o "lixo da sociedade"

Que estranho país esse aí !!!

Anónimo disse...

vai la vai

Cavaleiro Andante disse...

O FUTURO MAIS QUE PRESENTE

Se olharmos para os últimos resultados eleitorais, e assentando a base de raciocínio na lógica politica e sociológica, podemos verificar sem grande margem para dúvida que Cavaco Silva deve ser eleito Presidente da Républica.
Nas últimas autárquicas, em cerca de 8 milhões e 800 mil perto 60% votaram e abstiveram-se 37%. O total dos votos nos partidos de esquerda soma cerca de 52,5%. Os votos brancos e nulos somam cerca de 3,5%. A chamada direita tem portanto a diferença ou seja sensivelmente 45,8%. Simplificando a esquerda tem 52,5% e a direita 45,8%.
Considerando alguns dados da política comportamental dos portugueses, considera-se que as autárquicas não têm grande poder mobilizador, afastando neste domínio boa parte do espaço sociológico potencialmente cavaquista ;
Considerando que em eleições presidenciais sobretudo numa concorrência bipartida, a taxa de abstenção diminuirá, devido à mobilização do eleitorado mais conservador, resulta deste cenário uma vantagem para Cavaco Silva.
Verifica-se que a esquerda não só se apresenta dividida, como, ainda por cima sai de uma derrota eleitoral marcante, não se vendo motivos para que a tendência de avaliação negativa do actual governo se amenize, mesmo considerando um certo "entendimento" de regime alcançado com o O.E.2006.
Percebe-se pelo conhecimento do passado que para Cavaco Silva será difícil fazer um discurso contra as medidas, introduzidas pelo O.E., que implicam sacrifício, também se percebe que para Mário Soares será impensável apoiar-se no PS, logo no Governo, e ao mesmo tempo ser crítico em relação às medidas substanciais das suas políticas de contenção. É por demais evidente que Mário Soares será quem mais se irá expor aos efeitos da política económica-financeira. Aliás apenas será necessário que entre na crítica sistemática à governação, para que se torne claro aos olhos de toda a gente que, caso ganhe, tudo se não passou de uma rábula de conveniência para ser de imediato esquecida após a noite das eleições. Caso apoie o exercício do governo em curso, chamará a si uma grande parte do desgaste da imagem que o actual governo nesta altura já consolidou. Ao contrário, Cavaco tendo tido o cuidado de nos últimos meses de se reservar, conta com a vantagem de apresentar um discurso mobilizador e novo, suportado por um efeito de "marketing" político que foi preparado cirurgicamente. Na presença da posição de Cavaco, algo vantajosa, Mário Soares tem apresentado um discurso que quanto aos conceitos gerais já é bem conhecido. Portanto deste quadrante nada de novo, até porque será dificil para quem ocupou Belém durante 10 anos surgir com uma nova proposta para justificar a candidatura.
A dispersão de votos à esquerda pode causar um efeito de desmobilização do eleitorado, apesar de contudo perceber-se que existe a possibilidade, provocada pela multiplicação de candidatos à esquerda, de dificuldades acrescidas para uma eventual vitória de Cavaco Silva à primeira volta. Admito que muita gente de esquerda, afectos à CDU, nunca votará Soares, e por muito absurdo que pareça, com mais facilidade alguns desses votos poderão vir a cair na candidatura de Cavaco, aliás como já foi atestado no passado. Considera-se também a presença de Manuel Alegre, nesta corrida de candidaturas, além de ser corrosivo para a candidatura de Mário Soares, acusa também o episódio e a forma como lhe tiraram o tapete. Aqui ficou gravado o pior da política. A forma como Cavaco se apresenta nesta candidatura, revela uma imagem de seriedade e alguma distância do jogo político, que apesar disso conhece muito bem. Provavelmente será o candidato com maior capacidade para atingir a vitória nestas presidenciais.

Dama Pé de Cabra disse...

Quem tem Medo do Lobo mau?

Quem tem medo do tecnocrata, alimentado pelos fundos comunitários e pelas privatizações?Cavaco sabia que contava com a entrada de Portugal na CEE, um período que daria uma falsa perpectiva de abundância e começou a "modernização" da nossa frágil economia com grandes obras, um crescimento aparente do poder de compra mas sem estrutura...não houve qualquer aposta em acções I&D e por isso os países de Leste ultrapassaram-nos rapidamente em termos económicos, assim como a Irlanda e a Grécia...não esqueçamos o despesismo excessivo deste período...ninguém se esquece do CCB que era para custar 6 milhões de contos e acabou nos 40 milhões...a despesa pública aumentou de tal forma que os défices públicos da sua governação subiram em flecha (9% do PIB) se excluídas as receitas extradordinárias!!!
Outro "mérito" do Lobo Mau foi o ter farejado a chegada do tempo das vacas magras com a Guerra do Golfo e ter abandonado estratégicamente o navio, aliás já não era a primeira vez que o rato, digo o lobo, abandonava o navio, já no tempo da AD tinha abandonado o Ministério das Finanças quando começou a prever tempos difíceis para a economia portuguesa e mundial...e assim poupado a ser escorraçado por via eleitoral pelos erros e fracassos a coisa tornou-se mais fácil para um autêntico "democrata" como ele e tudo aquilo que ele representa...
A corja que o rodeia já está a pôr as manguinhas de fora, o que acham da revisão dos poderes presidenciais?

Cuequinha Fio Dental disse...

O QUE MUDOU PARA OS JOVENS EM LEIRIA?

Ao passear a bela da cuequinha pelas ruas de Leiria, deparei-me com um belíssimo cartaz que pergunta “o que mudou para os jovens de Leiria?”. Ah e tal porque és jovem, eles falam falam falam mas não os vejo a fazer nada…!
Pois está claro que não vou aqui armar-me em cueca rebelde e dizer que nada mudou. Mudou muita coisa, é obvio. A questão é se mudou para melhor! Por exemplo, se eu fosse uma jovem cuequinha com alguma incapacidade física/motora/psicologia, Leiria seria a ultima cidade para se viver:
- raros são os sinais luminosos que apitam;
- as poucas passadeiras que têm rampa (é de extrema importância referir o tal passei que um Joãozinho decidiu partir para poder subir e descer o passeio com a cadeira de rodas e SÓ depois de a RL comentar a coisa é que se dignaram a colocar a dita cuja da rampa no tal passeio!!);
- cabines telefónicas que fazem alusão ao Euro mas que deviam ter diferentes alturas para os deficientes motores poderem telefonar;
- hospitais e centros de saúde que não contém informação nas paredes em Braile (a cuequinha invisual quer ir fazer chichi e afinal está a entrar na sala das vacinas!);
- passeios para bicicletas onde apenas passa uma bicicleta, porque se for uma cadeira de rodas já não passa (e perguntam vocês cuequinhas quais passeios?? Aqueles de terra batida perto da nova-leiria!);
- quaquer quequinha surda tem de aprender a ouvir porque não há ninguém em serviço público nenhum desta cidade que fala linguagem gestual…
- Tranportes públicos mini são tão giros… mas podem transportar cadeiras de rodas? Não!
Pois é, enquanto se perdem a discutir o próximo Rock In Rio, prémios da MTV, Euros, e outras porcarias, esquecem-se das jovens cuecas incapacitadas de Portugal…
E devia começar já por Leiria, que até a porcaria do estádio tem milhares de escadas que nem as cuequinhas mais idosas conseguem subir, quanto mais uma cuequinha invisual, ou deficiente motora…
Muda-se muita coisa cá por Leiria, mas não se muda a principal : MENTALIDADE!

Dama Pé de Cabra disse...

Desculpa lá cuequinha de fio dental mas agora era mesmo importante falar-se das presidenciais....é que assim perdemos o fio dental à meada...

Dama Pé de Cabra disse...

BOLAS....BOLAS...BOLAS...será que ninguém actualiza este Blog?

o borra na cueca disse...

acho mais importante referir os problemas da nosssa cidade,e verificar possiveis soluçoes, do que estar agora a falar das presidenciais.havera' mt tempo para isso!

Cuequinha Fio Dental disse...

Sôdona Dama Pé de Cabra, parece-me a mim que o "cabeçalho" deste blog diz: "O blogue que pretende discutir, sem limitações, problemas que afectam a nossa região....e não só!". Portanto penso que fui realmente em direcção ao que é pretendido neste blog, que por acaso até é aberto a todos e cada um fala sobre o que lhe apetecer...
É que...há quem tenha vontade de falar de presidenciais, mas também há quem não tenha! Mas faça o favor de me avisar quando isto voltar a ser um blog de livre expressão de opinião.. Bolas, eu que pensei que os tempos do fascismo já lá iam... (Cof Cof)...

REDFISH disse...

CUEQUINHA FIO DENTAL E DAMA COM PEZINHO DE CABRA, VOCÊS NÃO VÊM QUE ESTÃO A FALAR DO MESMO? eNTÃO SE NÃO SE MUDAREM MENTALIDADES COMO MUDAR DE VISÃO? QUE ESPERAR DE QUEM EM LEIRIA TEM DE VOTAR PARA PRESIDENTES SE NESTA CIDADE TUDO CIRCULA NA COMPLETA INDIFERENÇA PERANTE A DIFERENÇA, QUE ATÉ DÓI? O MUNDO É ESTE E LEIRIA NÃO ESTÁ FORA DELE. DAQUI DE LEIRIA TAMBEM SABEMOS PARIS E O QUE LÁ SE PASSA,(LEIRIA NÃO TEM GUETTOS?) E O IRAQUE NÃO ESTÁ ASSIM TÃO DISTANTE QUANDO PENSAMOS COMO AGEM OS NOSSOS GOVERNANTES.MAS QUE PALAVRA DURA, CUEQUINHA, ESSA DOS FASCISTAS!! E SE PENSA QUE POR NÃO FALAR EM PRESIDENCIAIS ELAS NÃO SE REALIZAM....!

Anónimo disse...

...pois ....pois ...centralismo democrático ... isso chamem-lhe nomes e um destes dias vão ver onde isto vai parar...quando a revolução chegar...

Dama Pé de Cabra disse...

Caro borra na cueca...achas 2 meses muito tempo?além disso os problemas que apontaste não são exclusivos da nossa cidade...são uma constante por todo o Portugal

Dama Pé de Cabra disse...

Cara cuequinha fio dental,
Fique sabendo que uma cuequinha de moralismo duvidoso não me cala a mim que sou uma dama (embora com um pezinho classe ouvrière)os tempos de livre expressão poderão tender a acabar precisamente se o nosso amigo que nunca tem dúvidas e raramente se engana chega a presidente...entretanto fico-me pelo centralismo democrático (cofcof)

Cuequinha Fio Dental disse...

Do ponto de vista social, este blog é de facto hilariante. Não é que vim falar de mentalidades e deparo-me com a prova viva daquilo a que me referia… Agora porque vêm aí as presidenciais, vamos esquecer-nos que Leiria tem problemas! Amigo redfish aprodrecido e Dama do Pezinho Afiado, por Leiria se enquadrar no mundo é que é preciso agir localmente para actuar globalmente. Mas aqui a cueca de moralidade duvidosa, vai ficar na sua onda anti-blogs-com-censura e deixar que as outras cuecas mijadas falem sobre a cavaca velha e outros afins até que esgotem o assunto.

Dama Pé de Cabra disse...

prontus......agora amuou (suspiro)...é preciso ter paciência....a única coisa que ponho em causa em ti é o teu fio dental...concordo com a tua intervenção embora algumas das sugestões que fazes sejam um bocadinho irrealizáveis (informações em braile nos hospitais? nem no premier monde)...pessoalmente gostaria imenso de saber usar a linguagem gestual, mas temo que no meu contacto intenso com o público nos últimos 20 anos....nem uma vezinha tenha sido preciso...convenhamos que pelo menos as instituições de ensino superior da região estão preparadas para receber estudantes deficientes...já é um passinho
O protesto referia-se ao momento da tua intervenção...estava fora de contexto get it? tão fora de contexto como um fio dental num rabioche gordo!

redfishepôdreéstu disse...

Não te vás ó cuequinha vagabunda...
Sem debate a coisa arrefece, e debate é isto mesmo, não estarmos sempre de acordo e manifestar isso mesmo dentro do respeito que este hilariante espaço nos convida a ter, mesmo do mais arrevesado que te pareça socialmente e por muito quadrados sejam os que contigo debatem. Aliás tens de convir que este blogue só existe por sabermos que em Leiria há muito a mudar, tb as mentalidades, e o que aqui se poderá dizer será sempre pouco, e que todos nós somos diàriamente coniventes com essas situações. Por isso, este redfish apodrecido, como tu dizes, antes de dar às barbatanas diz que o que mudou para os jovens de Leiria, foi que, além do aparecimento deste blogue,há a constatação de existir vida nesta cidade que pode e merece ser vivida, só que ainda não repararam que são eles os únicos que podem fazer algo por isso. Todos os dias. E se quiserem, vão ter muito que fazer durante bué de tempo, talvez a vida toda!!

Fantasma Mijão disse...

...pois já cá faltava a grande revolução...o k mudou Leiria e o mundo...este blog...qual passo de magia...e oriupss...voilá! ah!ah! ah!ah!