segunda-feira, fevereiro 12, 2007

O POVO DECIDIU


Não foi vinculativo? É verdade! Mas foi o Referendo mais participado de sempre em Portugal!
É só lembrar também, que para as Eleições Europeias votou menos gente e os nossos deputados europeus lá andam alegres e contentes e nenhum deles se acha menos legitimado por isso, não é verdade, dr. Ribeiro e Castro?
E quem olhar com olhos de ver para o mapa de resultados, verá que quanto menor foi a abstenção mais elevados foram os resultados do SIM.
Nem as mais aberrantes campanhas do NÃO serviram para diminuir a vontade de mudança de uma lei iníqua, injusta e medieval.
No seu afã Inquisitório e Intolerante, não se respeitataram sequer as crianças que o NÃO dizia defender. No Colégio da Cruz d'Areia, foram mostradas imagens de fetos com 5/6 meses deitados no lixo, imagens arrepiantes e traumatizantes, a crianças de 12 e 13 anos. As imagens eram acompanhadas de um texto em que um suposto feto falaria à sua mãe a condená-la pelo "seu assassínio". DE um sadismo enorme, a isto chama-se terrorismo psicológico. Até para adultos é chocante, quanto mais quando é exercido sobre crianças. É esta a tolerância que apregoam?
Por isso é que devemos estar todos satisfeitos e muito com a vitória do SIM.
Significa o fim do aborto clandestino? Não, e é importante que fique bem esclarecido! Que vai diminuir, temos a certeza, mas não terminará. Mas sabemos que as mulheres que quiserem e tiverem de optar por uma interrupção da gravidez, pode-lo-ão fazer em condições dignas e não serão perseguidas.
Mas não basta. Ningém é a favor do aborto. Por isso é determinante que, de uma vez por todas e sem hipocrisias, se tomem medidas sérias para a diminuição das IVGs: mais e melhor educação sexual nas escolas ( e quanto mais cedo, melhor!!), e mais investimento no Planeamento Familiar, com maior divulgação dos métodos contraceptivos mais eficazes, mais seguros, para que todas e todos possam usufruir de uma vida sexual mais feliz e saudável, e para que toda aq criança que venha ao mundo seja sempre uma criança amada, porque foi desejada!!
Redfish

7 comentários:

Rendinhas e Veneno disse...

Eu vou começar agora a pensar na Eutanásia....afinal essa sim é uma luta que verdadeiramente me move!

pescadinha de rabo na boca disse...

parece-me existir uma incorreção na afirmação de que- foi o rferendo mais participado- estou em crer de que o referendo mais participado foi o da regionalização.De resto estamos de acordo até porque no meu entender,começamos neste momento a deixar de divergir dos países da linha da frente da Europa, no que concerna aos direitos das mulheres à liberdade de opção nesta matéria e, no direito constitucional à saúde e da inaceitável aplicação do retrógado direito penal.

Atento disse...

Viva o SIM, mas não se pense que será a panaceia para levar este País para o pelotão da frente da Europa, Rendinhas esse tema da eutanásia também será um dia referendado, tenho esperança que sim. Quanto ao referendo, se o PS tem querido nem havia necessidade dele.
Sou Atento

Rendinhas e Veneno disse...

Lamento profundamente o desinteresse que o tema a referendo suscitou por parte da generalidade das pessoas...apesar de tudo certamente toda a gente tinha uma opinião a respeito por muito que achassem que se tratava de uma coisa que não lhes dissesse directamente respeito....como sempre o povo português mais uma vez mostrou que vive a olhar para o seu proprio umbigo e questões que tenham a ver com os "outros" ou "outras" ,melhor dizendo, não lhes dizem respeito e portanto passam-lhe ao lado....muito portuguesinha essa posição!

Asa Esquerda disse...

Post em www.cantoesquerdo.blogspot.com

Ao recensear-se e tratar-se da questão nos centros de saúde, podemos levantar o véu sobre as causas, conhecer as razões e no futuro implementar medidas concretas que visem um judicioso planeamento familiar, educação sexual e implementação de medidas sociais de apoio à maternidade.

Fico com a percepção que finalmente me sinto português com orgulho próprio, de quem separa a procriação da sexualidade, de quem separa o estado da igreja, de quem não nega as suas origens judaico – cristãs mas que consegue vencer os fantasmas do Santo-Oficio, das Fogueiras do Terreiro do Paço, dos Homens do lápis azul, do Dr. Portas, do Prof. Marcelo, do Dr. Félix, do Dr. Gentil M., do Bispo de Viseu e restantes correligionários de ordens secretas patrocinadas por bancos cor-de-rosa de Opus ou sem Opus.

Hoje mais de 2 milhões de pessoas riem, riem muitas vezes na solidão do seu sentimento, comungando na missa das sete e pensando, ganhámos e não fui excomungado.

Para o nosso Padre Nelson (Marinha Grande), um cumprimento especial, de quem no celibato da sua ideologia justifica o celibato imaginativo das suas ideias, tão estéreis, anacrónicas e de falsa moral excumungatória.

Postado por Asa Esquerda em 20:10 0 comentários Links para esta postagem

Rendinhas e Veneno disse...

A nossa Maria merece...
>
>"De acordo Com O Correio da Manhã, Maria Monteiro, filha do antigo
>Ministro António Monteiro e que actualmente ocupa o cargo de adjunta
>do porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros vai para a
>Embaixada portuguesa em Londres.
>
>Para que a mudança fosse possível, José Sócrates e o ministro das
>Finanças descongelaram a título excepcional uma contratação de pessoal
>especializado.
>
>Contactado pelo jornal, o porta-voz Carneiro Jacinto explicou que a
>contratação de Maria Monteiro já tinha sido decidida antes do anúncio
>da redução para metade dos conselheiros e adidos das embaixadas.
>
>As medidas de contenção avançadas pelo actual governo, nomeadamente o
>congelamento das progressões na função pública, começam a dar frutos.
>
>Os sacrifícios pedidos aos portugueses permitem assegurar a carreira
>desta jovem de 28 anos que, apesar da idade, já conseguiu, por mérito
>próprio e com uma carreira construída a pulso, atingir um nível de
>rendimento mensal superior a 9000 euros.
>
>É desta forma que se cala a boca a muita gente que não acredita nas
>potencialidades do nosso país, os zangados da vida que só sabem
>criticar a juventude, ponham os olhos nesta miúda.
>
>A título de curiosidade, o salário mensal da nossa nova adida de
>imprensa da embaixada de Londres daria para pagar as progressões de
>193 técnicos superiores de 2ª classe, de 290 Técnicos de 1ª classe ou
>de 290 Assistentes Administrativos.
>
>O mesmo salário daria para pagar os salários de, respectivamente, 7,
>10 e 14 jovens como a Maria, das categorias acima mencionadas, que
>poderiam muito bem despedir-se, por força de imperativos orçamentais.
>Estes jovens sem berço, que ao contrário da Maria tiveram que
>submeter-se a concurso, também ao contrário da Maria já estão
>habituados a ganhar pouco e devem habituar-se a ser competitivos.
>
>A nossa Maria merece.
>
>Também a título de exemplo, seriam necessários os descontos de IRS de
>92 Portugueses com um salário de 500 Euros a descontarem à taxa de 20%.
>
>Novamente, a nossa Maria merece!"

Asa Esquerda disse...

Post em www.cantoesquerdo.blogspot.com

Qual a legitimidade de uma decisão política, caso haja mais 50 % de Abstenção?
A resposta demagógica do Dr. Jardim, de quem está habituado a vomitar alarvidades é simples, mas mais grave e preocupante é a voz ausente daqueles que na surdina do ruído alheio, cavam interesses e desinteresses obscuros, e aí, o principal motivo de preocupação é sem dúvida o Prof. Cavaco, e toda a ilusão pacificadora que criou à sua volta, que mais não é do que alarva vontade expandida pelo o Dr. Jardim, que sempre teve o dom de dizer alto aquilo que alimenta o ego dos seus comparsas políticos.

Perante tal circunstâncias, tem hoje o “camarada” Saramago razão naquilo que pensa e diz sobre a Abstenção e a legitimidade do poder político, resta-nos apenas repetir “o que fazer se em toda as eleições em que a abstenção é maior que 50 % ?”

Reivindique-se a ideia única que não há eleitos nem decisões políticas sem 50 % de votantes, e talvez deslumbremos a tentadora via das ditaduras dos “ismos”, as suas causas, a raiz da sua génese e o decadente caminho que prossegue a democracia federal moderna.

Postado por Asa Esquerda em 11:36 0 comentários Links para esta postagem