domingo, junho 15, 2008

Viva Portugal. Viva a Seleção!!


Acabei agora de ver a Seleção de todos nós a levar para contar 2 a 0 da helvética e anfitriã congénere, que já que não ganhava a ninguém há algum tempo, e que resolveu chatear os tugas, ganhando àqueles que, afinal de contas, enquanto emigrantes lá na terra deles, batem a bola baixinho, sujeitando-se a tudo para ter um emprego melhor remunerado que qualquer outro que pudessem arranjar na sua Pátria, que madrasta, os renega e empurra para a aventura além fronteiras.
Não importa que tenhamos o melhor jogador do Mundo, que jogássemos contra Suíça com os suplentes todos, que o senhor árbitro austríaco de nome impronunciável tenha feito um jeito aos descendentes de Guilherme Tell, a verdade é que, os que, tugas na estranja, tentam valorizar as suas vidas e melhorar o futuro dos seus, tiveram mais um revés, que não tendo na realidade importância absolutamente nenhuma , vai ser mais um motivo de humilhação, a acrescentar à prepotência diária com que são confrontados.

Acresce dizer que pela minha parte o coração e a razão batem em sentidos opostos: o coração faz-me cantar vitória, eufórico, a cada golo de Ronaldo e quejandos, mas pela razão, sei que cada vitória da nossa seleção ajuda a esconder a triste realidade dum país que se afirma no mundo através de uma mentira, que é a identificação deste microcosmo que é o futebol com a realidade dum país que se arrasta social e economicamente na cauda de uma Europa cada vez mais liberal e anti-social.

O mais caricato nesta Europa de contradições e interesses, é que a verdade e a justiça são comparáveis às do Europeu de Futebol, sendo aliás que qualquer coincidência entre a política
e o futebol, é pura realidade. apesar das nuances; no futebol os emigrantes são de luxo, fàcilmente integráveis, e se necessário, ràpidamente nacionalizáveis. Nada que tenha a ver com a infindável horda de gente que fujindo há fome nos demanda, que estão por aí, construindo as nossas estradas, escolas e casas, com salários de miséria e enfrentando dia após dia o fantasma da deportação. Descartáveis, esses trabalhadores são usados enquanto deles há necessidade, sujeitos a baixos salários que a sua situação de ilegalidade justifica, e condena , depois , há expulsão. Essa situação é agora ainda mais agravada com a Lei do Retorno. Essa proposta da UE, impulsionada por Sarkozy e Berlusconi, alarga o prazo de detenção dos imigrantes sem-papéis e prevê a massificação das expulsões.



Trinta e nove associações de imigrantes e organizações pelos direitos humanos juntaram-se este sábado junto ao Memorial da Tolerância para condenarem a Directiva de Retorno, também já chamada a "Directiva da Vergonha". Esta directiva foi impulsioada pela Itália e pela França, países que pressionam numa direcção claramente regressiva e securitária, fazendo dos imigrantes os bodes expiatórios para o clima de insatisfação social que se vive na Europa". A Directiva de Retorno estende o prazo máximo de detenção dos imigrantes sem papéis até 18 meses, sem que tenham cometido qualquer crime.

"É uma directiva que não melhora as piores legislações, mas que tende piorar as melhores", frisou o eurodeputado bloquista, Miguel Portas, durante um protesto que levou trinta e nove associações de imigrantes e organizações pelos direitos humanos juntaram-se este sábado junto ao Memorial da Tolerância para condenarem a Directiva de Retorno. O Bloco foi o único partido que se fez representar nesta manifestação . (veja aqui o protesto)

Resta acrescentar que o ministro "xuxialista" que representa Portugal na UE assinou esta directiva.

Gooolo de Deco! Goooooolo de Pepe!


Já não há vergonha?


Redfish





6 comentários:

Anónimo disse...

Por favor! Haja alguém que mude a água ao aquário...

Anónimo disse...

Pelo que posso compreender o anónimo do costume não muda ele próprio a água porque tem medo de se molhar, eh!eh!eh!
Mas para não ficar triste, já que não gosta da água que cá temos vá beber um chá ou dois...faz-lhe bem à azia.

Redfish

mordaki disse...

mais um brilhante e incisivo comentário do Red Fish.
Como disseram os rev argentinos, e á portuguesa.
" Portugal campião e Socrates para o Caixão(morte politica).
Estes senhores que vendem o gasólio mais barato para os iates de turismo e que deixaram que os camionistas fizessem o regabofe que quizeram, estão a chegar ao seu estertor....

danado

Anónimo disse...

Interessante o comentário do aquário. Penso que para fazer comentários tão profundos o autor
deve estar com os neurónios em estágio durante muito tempo. Mas o que eu queria comentar é o facto de a Directiva de Retorno já estar em sede de comissão europeia, sem que o governo português se demarque deste texto em que os Europeus pretendem criminalizar a emigração sem papeis, penalizando desumanamente, sobretudo mulheres e crianças, não tendo, sequer em atenção se eles já têm família nos países que demandam. Os europeus que emigraram há muitos anos para outras paragens fugindo às guerras, procurando fugir à fome, hoje, segundo esta directiva, seriam presos e recambiados para os países de origem, sem apelo nem agravo.
É por isso que acho que este assunto que tão pouco relevo tem na nossa comunicação social merece ser amplificado e por isso louvo a iniciativa do Leiria em Cuecas em a postar. O outro amigo deve ter um aquário enfiado na cabeça, pois pelo que não diz, o assunto ainda não lhe deve ter chegado aos ouvidos.

M de Mulher

Anónimo disse...

Ele tem é o aquário enfiado pelos cornos abaixo e usa umas palas como as mulas pra ver só o caminho apontado pelo seu pastor.Bah!Não há pachorra pra estes 'socialistas'.
O que este quer é um emprego à la jorge coelho,mas,isso pá, é só para os da 'elite' que fazem trabalhinhos pras motas engil,portantos,vai dar banho ao cão e limita-te a votar como um cachorro!

Odysseus disse...

Se ao menos o Ricardo defende-se assim....