domingo, junho 20, 2010

José Saramago - II



José Saramago, foi grande. Todos os grandes homens têm os seus detractores. Na maioria dos casos gente sem valor acrescentado, a quem apenas injustiças da fortuna deram nacos de protagonismo. Nódoas sem importância na história recente da cultura portuguesa.

Diz o povo que vozes de burro não chegam ao céu. Mas eu quero que saibam o que eles dizem, porque são gente que tem protagonismo, gente com acesso aos média, gente que infelizmente consegue fazer chegar os seus desaforos a muito mais gente do que a cultura alcança. São nocivos ao país, e por isso devem ser denunciados. Aqui ficam 2 exemplos vivos. Há mais, mas ficam para outro dia.


1- Mãe, tenho só um neurónio e foi ocupado por duas baratas tontas


Luís Delgado ( comentador encartado de rádio, tv e jornais vários) no programa

Contraditório da Antena 1: " Eu nunca li nenhum livro de J. Saramago...não gosto da forma como ele escreve"


2- Mãe, a bíblia caiu-me na cabeça e danificou-me a moleirinha


Sousa Lara ( PSD, segundo o próprio "cristão", secretário de estado da cultura num governo PSD, onde censurou o livro "Evangelho segundo Jesus Cristo" à TSF: "Saramago é reincidente (por causa do livro Cain)..."

2 comentários:

Diogo da Cruz Rodrigues disse...

Meu caro, que meta Sousa Lara num saco eu entendo..
Agora o Luís Delgado? que mal tem uma pessoa ser honesta? ele não gosta da forma de escrever de Saramago, é natural, a milhares de Portugueses que não gostam! ou é por ser um Nobel que todo o mundo tem de gostar? penso que não, que a opção é particular. Sou ouvinte atento do programa Contraditório, e acredite que quando Luís Delgado não gosta de algo não trata esse algo como tratou Saramago.
Meta la outras pessoas no Saco e deixe de fora quem livremente expressou opinião. Porque deve acabar o tempo que depois de morto todos se tornam boas pessoas..

carol disse...

Concordo com o autor do blog! Luís Delgado - jamé!!! E o senhor professor Cavaco está logo a seguir!