sexta-feira, novembro 11, 2005

A NOSSA CAMARA:


A REUNIÕES DA CAMARA PASSAM A SEMANAIS POR FALTA DE ASSUNTO, ISABEL "A DAMA SCENO" DIXIT!

MOTIVO?

AS REUNIÕES, SEGUNDO A DITA, TÊM CADA VEZ MAIS FALTA DE ASSUNTO JÁ QUE COM A NOVA LEGISLAÇÃO OS PRESIDENTES DA CAMARA PODEM APROVAR, PRÁTICAMENTE QUASI TODOS OS PROJECTOS PARTICULARES!!!!


CEROULAS

5 comentários:

cuequinha fio dental disse...

Se isto é uma democracia do "somos livres mas quem manda sou eu", qual é o objectivo de haverem reuniões semanais? Eu até vejo a lógica de se fazerem quinzenalmente, a sôdotôra não tem de se chatear muito...
Vai enchendo a barriguinha em juramentos de bandeira e outras coisas interessantes do ponto de vista socio-cultural, que é pra isso que serve a ilustre presidenta! Ao menos escolheram uma fotogénica, do mal o menos.. (cof cof) Encolhe a barriguita Isabelinha e olhó passarinho!

Dama Pé de Cabra disse...

Se as reuniões são semanais na Câmara... na Junta nem vê-las! parece que o segredo é a alma do negócio o que é certo é que nem uma reuniãozinha à vista...

Cavalo Marinho disse...

Ceroulas, sabes alguma coisa do Apito Dourado?

Brisa do Lis disse...

É muito fácil saber novidades sobre o Apito Dourado, basta acompanhar os jogos do Porto e do Benfica: se o árbitro foi imparcial, então o processo está a andar normalmente; se o árbitro favoreceu o Benfica, descobriu-se mais um facto; se o árbitro favoreceu o Porto, o processo está prestes a ser arquivado!

Cuequinha Remendada disse...

Na acta da 1ª reunião da Cãmara - Acta 35 de 3/11/2005 (www.cm-leiria.pt), no ponto 1 a Srª Presidente propõe que as reuniões ordinárias passem a ser quinzenais, justificando que tinha competências alargadas, p.i., não precisava da decisão deste orgão. A proposta foi aceite com os votos favoráveis do PSD/CDS e votos contra do PS.
Ok, compreende-se a posição de todos os vereadores, mas agora vejam isto:
no ponto 4, a Cãmara delibera com unanimidade (para os mais distraidos sem votos contra) delegar na Srª Presidente "a competência para a direcção de instrução em todos os procedimentos administrativos, cuja decisão caiba à Câmara Municipal" e depois são todos descriminados.
Ou seja, o PS que considera (e com razão) as reuniões quinzenais uma limitação ao trabalho da oposição, considera correcto e útil delegar todos os poderes decisórios que tinha na Presidente. Será que o PS não entendeu que o trabalho da oposição era controlar a Presidente e o PSD através da Câmara (orgão colegial)? Queria as reuniões semanais para quê? Para receber as senhas de presença?