domingo, outubro 28, 2007

Mega Centro Comercial III




A fls 14 do insuspeito Jornal de Leiria, da edição de 25 de Outubro,
vem um artigo de outro insuspeito,
Henrique Neto
, sob o titulo "O Futuro de Leiria".

Belo texto, mas chama-se á atenção de que o Bloco de Esquerda sempre esteve contra a construção do centro, votou na A. Municipal contra e continua a lutar para que as pessoas se movam para evitar o descalabro que aí vem.

Não resisto a citá-lo "aquilo que valoriza a cidade é o centro histórico, as ruas estreitas, os edificios antigos, o pequeno comércio de qualidade, as inicativas culturais aí realizadas ."



mordaki

5 comentários:

FLC disse...

Pena é que o Sr. Neto não tenha o mesmo tipo de preocupação relativamente à sua própria terra. Era bom ouvi-lo defender os mesmos principios, com os quais aliás concordo, contra a instalação do E.Leclerc no centro da cidade da Marinha Grande.
Em casa de ferreiro...

#nbs# disse...

Gosto da ideia de um Centro Comercial em Leiria. Não sou fundamentalista. Agora a solução apresenta é rídicula. Mas na nossa cidade um estádio vale mais que mil palavras.

LEIRIENSE CURIOSO disse...

Não vejo as grandes superfícies como grandes vantagens para uma cidade, seja ela qual for. Já se foi a novidade que nos anos 70 cativou os portugueses e os fazia gastar rios de dinheiro e era um ícone "fashion" ( quem não se lembra da "Rapariguinha do Shopping", do Rui Veloso?)
Agora, é vê-los às moscas, com espaços devolutos, lojas em falência, e tirando honrosas e raras excepções sem atrativos ou quaisquer tipo de mais-valia para os cidadãos das urbes onde pontificam. Não acredito na grande criação de emprego, e aliás o que se cria é mal pago, na grande maioria precário, e com cargas horárias pesadas. Quanto ao comércio, os "Belmiros" agradecem e dão cabo do pequeno comércio tradicional,e de proximidade, com o efeito negativo para toda a rede de suporte local a esse pequeno comércio (é bom lembrar que continentes e afins vão abastecer-se lonje dos locais onde plantam os seus estabelecimentos). Aqui, só por curiosidade, dá gozo ver o bom acolhimento feito ao IKEA pelos portugas e a péssima reputação que os mesmos debitam contra as lojas dos chineses! É que a grande maioria dos artigos que se vendem no IKEA é made in China.
Voltando ao nosso mega centro e esquecendo a minha opinião acima expressa, nunca construir o gigante no meio da cidade, e aí tenho que manifestar o meu total acordo com o comentário do Blogue.

as-nunes disse...

Isso mesmo. Pense-se nas pessoas que vivem nas cidades tendo em conta que a cidade deve ser vivida na rua, à sombra das árvores, em cafés-tertílias, pequeno comércio. etc.
Que melhor Mega Centro para Leiria que o próprio Centro Histórico?
E até dava uma massas aos investidores, de certeza absoluta. Era preciso era que a burocracia desnecessária e miserabilista desaparecesse dos gabinetes...

líseo disse...

Em nome da verdade, a intervenção prevista para Leiria, não é um "Mega Centro Comercial" já que a percentagem de área edificada nos 25 hectares da zona só equivale a 35% da toatalidade.