quinta-feira, março 27, 2008

Sócrates pró Tibete

Quem não se lembra do "orgulhosamente só" dos tempos do antigamente, ou não viveu essa época, ou anda muito esquecido. Portugal de Salazar e Caetano, remava contra a maré democrática que varria quase toda a Europa e safava-se com a exploração das Colónias e das suas gentes sustentando uma guerra vã e injusta, que se militarmente poderia dar a sugestão de vitória, estava perdida na realidade, desde o momento em que começou.
Parece que o vício do passado deixou raízes, e onde menos seria suposto isso vir a acontecer, mas este PS de Sócrates é uma caixinha de surpresas pouco abonatórias de quem sempre se reclamou do diálogo e da democracia. Quando em quase todos os sectores da vida portuguesa se entende que a política de educação não pode ser feita contra e sem a participação dos agentes educativos, o governo e o partido que acrìticamente o suporta teimam em não o querer ver e vão de birra em birra até ao desentendimento total. Na saúde, à ausência de tino, soma-se a falta de carácter. Por estar completamente refém dos grandes lobbies do sector ( indústria farmacêutica, ANF, etc) o governo, tal como outros anteriores, é bom que seja dito, vai transformando aquilo que é um direito, num privilégio só ao alcance de algumas bolsas mais recheadas e por via disso, favorecendo o nascimento de uma saúde para os ricos e outra para os pobres.
Curiosa posição bastante ilustrativa da tendência para a asneira, contra tudo e contra toda a razoabilidade, tipo sou assim porque ninguém gosta de mim e tenho orgulho nisso, é a posição do PCP sobre o que se passa no Tibete.
Sem dúvida que o que está em causa é estragar os jogos olímpicos!!

Hoje é dia mundial do teatro. Confesso a minha pouca simpatia por estas ocasiões festivas. Mas porque, por norma, Leiria é terra onde o trabalho da gente da terra em prol da Cultura é desvalorizado, aqui fica a minha modesta homenagem a quem tenta há muitos anos dar mais cor à nossa vida. Ao TE-ATO e ao Grupo de Teatro do Ateneu e ao Nariz o meu respeitoso abraço.

Redfish

15 comentários:

Rendinhas e Veneno disse...

UAREVER....

Todos nós somos responsáveis pelo actual estado de coisa, uns menos que outros, é certo, basta não ter votado em Sócrates para nos desculpabilizar um pouco. Como explicar o tendencial aumento da abstenção eleitoral em Portugal e em outros países europeus. Na realidade todos padecemos de falta de ancoragens políticas (a identidade “esquerda/direita e partidárias), o desinteresse pela política, o individualismo crescente e, por outro lado, a diminuição das clivagens sociais e políticas. Tudo isto tem explicações na globalização e na falta de intervenção social do Estado. Temos que referir as dificuldade dos partidos políticos em transporem os problemas sociais para o campo político; o próprio funcionamento dos partidos, quer a nível interno, quer na relação com os cidadãos e os media. A falta de participação política dos jovens. O envolvimento de todos nós em trabalho comunitário, onde está ele? essa talvez seja uma das poucas virtudes dos americanos....cada família americana dedica 10% diários a trabalho comunitário. e depois, por estúpido que pareça as novas ameaças à segurança afectaram as atitudes face à participação dos grupos minoritários. Debatemo-nos com um a crise de valores políticos nos partidos políticos. Nem os próprios partidos políticos conseguem internamente gerar interesse e intervenção polítivca entre os militante ou simpatizantes...campo fácil para figurinhas como o Sócrates actuarem....não sei se já se aperceberam do tom paternalista do discurso de Sócrates...tão parecido com o de Salazar...e cá vamos nós cantando e rindo....

Primaverazinhad e Botticelli disse...

Atenção....começaram as medidas eleitoralistas do nosso querido Sócrates...que tal baixar o IVA em 1%?

Anónimo disse...

Mas será que alguém é capaz de deixar de vir para aqui filosofar e que começar a fazer qualquer coisa útil?...Já não se aguenta tanta história da carochinha...

Snowmass disse...

A China tem o prisioneiro político mais novo do mundo - é tibetano e será ele o futuro Páchen Lama, que irá identificar o futuro Dalai Lama.
Apesar de não aceitarmos estas teocracias jamais poderemos concordar com estes abusos, não ser que ... se rasguem os Direitos Humanos e dos Povos.
Faz tempo escrevi sobre este assunto no meu blogue, e a imprensa internacional (essencialmente dos EUA) tem feito alarido sobre este assunto, mas a vilania política campeia.
Na Potala as grilhetas irão continuar!

Anónimo disse...

O dalai lama ea democracia..Por favor,poupe-me e antes de postar deveria pesquisar e,não ir atrás desse palminho de cara(que não de cérebro)Richard Gere...Pela nossa inteligência!Caramba!!!!

P.S:Há sites sobre os feitos do dalai-lodo de sua irmã e do séquito.não acha estranho esse Bush apoiar a teocracia?

Leiria em Cuecas disse...

A Democracia e a Liberdade que eu defendo é a de defender o direito do meu adversário me criticar em pleno plano de igualdade comigo e eu com ele, sem restrição de sexo, religião, orientação sexual, raça, etc. Não morro defendo teocracias,
mas isso não me põe ao lado de Ditaduras. Por acaso é giro comparar a forma como os países ditos democráticos se comportam nestas alturas, e gente que defende as liberdades em todo o lado, de repente por obrigações claramente de enquadramento ideológicamente vesgo ,se põem a defender o indefensável. São os "democratas" e os "comunas" a tomarem na prática as mesmas atitudes por motivos radicalmente utópicos: mas claramente em defesa dos puros e desinfectados Jogos Olímpicos!!!

Redfish

Anónimo disse...

E ninguém fala do Sócrates?

Anónimo disse...

O Sócrates não é o grande satã, ele não é a encarnação do mal, apenas é um dos muitos seguidores das políticas neo-liberais que proliferam em todos os governos ocidentais, com honrosas excepções.
Pensar que correndo com o Sócrates teremos alcançado a vitória é "confundir o género humano com o Manuel Germano". Aliás o número de pulhas que infesta o meio político é de espantar, pela quantidade e qualidade: Veja-se o caso de Jaime Gama e o elogio que faz ao abominável bicho da Madeira, Alberto João Jardim. Segundo o notável socialista, Alberto João deixa uma obra ímpar, que se destaca, como se isso fosse o mais importante, como se a obra feita, (ainda por cima sem grandes custos próprios nem grandes responsabilidades), apagasse tudo o resto que o Grande Térmita impediu que se fizesse, ou a falta real de liberdade e democracia nestes 30 anos de poder. Ou será que o fascista Franco não deixou obra notável em Espanha? Isso apaga os mortos, torturados, perseguidos do seu regime? Claro que não, diria o senhor Gama.

Primaverazinha de Botticelli disse...

Primaverazinha de Botticelli

Infelizmente há que convir que tanto o Franco, como o Salazar, como o Alberto João, cada um a seu modo deixou/tem obra positiva feita...será que poderemos dizer o mesmo do nosso "amigo" Sócrates? pensem bem (senta-se num cantinho a pensar umas boas 2 horas)ná.....é que não me vem nada de à cabeça...a não ser que ele é um (mau)aprendiz de ditador

Rendinhas e Veneno disse...

Ai anónimo que me cansas a beleza! quem é que está interessado nas opções espirituais do Richard Gere(levanta os olhinhos ao céu)além do mais o budismo é uma filosofia de vida e não uma religião...caso não saibas os budistas são ateus (salvo uma pequeníssima minoria).

De facto o Dalai Lama não é propriamente uma florzinha que se cheire mas meu caro...comparado com o governo chinês... é um anjinho papudo com asas e tudo!

Lost Geisha in Beijing disse...

Últimas de Pequim....as forças do Dalai Lama estão a pensar usar "monges suicidas" contra alvos chineses....Ahahahahahahah
(rebola pelo chão a rir)

Martelo Pneumático disse...

"O 'Artista' que matou um cão à fome vai repetir o acto! Vamos la participar

Como muitos devem saber e até ter protestado, em 2007, Guillermo Vargas Habacuc, um suposto artista, colheu um cão abandonado de rua, atou-o a uma corda curtíssima na parede de uma galeria de arte e ali o deixou, a morrer lentamente de fome e sede.

Durante vários dias, tanto o autor de semelhante crueldade, como os visitantes da galeria de arte presenciaram impávidos à agonia do pobre animal.

Até que finalmente morreu, seguramente depois de ter passado por um doloroso, absurdo e incompreensível calvário.

Parece-te forte?

Pois isso não é tudo: a prestigiosa Bienal Centro-americana de Arte decidiu, incompreensivelmente, que a selvajaria que acabava de ser cometida por tal sujeito era arte, e deste modo tão incompreensível Guillermo Vargas Habacuc foi convidado a repetir a sua cruel acção na dita Bienal em 2008.

Facto que podemos tentar impedir, colaborando com a assinatura nesta petição :

http://www.petitiononline.com/13031953/petition.html

(não tem que se pagar, nem registar) para enviar a petição, de modo que este homem não seja felicitado nem chamado de 'artista' por tão cruel acto, por semelhante insensibilidade e desfrute com a dor alheia


REENVIA ESTA MENSAGEM A TODOS OS TEUS CONTACTOS, POR FAVOR.

Anónimo disse...

Não sou do Partido Comunista Português,sou votante no BE e,o dalai-lodo é um peão do terrorista Bush.Basta pesquisar na net acerca do sujeito e do regime feudal de que foi durante algum tempo o lider máximo,que mandava cortar mãos,tirar os olhos aos servos da gleba.
Quanto à China que é comandada pelo Partido Capitalista Chinês,já lhe disse tudo!!!
Alguns sitios em que podem ler e ajuizar e não ir em cantigas do sr.Richard Gere...


http://xatoo.blogspot.com/ de 2/Abril
http://www.moonofalabama.org/2008/03/tibet-uprising.html

http://odiario.info/articulo.php?p=683&more=1&c=1

E o genocidio na RDC?Ninguém sabe?Ah!pois é,bébé

eu nem seker sou de aki disse...

Ja agora para actualizar o link,recebi ha uns tempos este para ver o que se passa no nariz..

http://www.onarizteatro.blogspot.com/

espero que assim com poucoxinhos destes mostremos as marcas que as cuecas de leiria têm...
encontramos-nos por ai

Leiria em Cuecas disse...

Obrigado meu amigo! Vai er actualizado já!