segunda-feira, janeiro 28, 2008

Que grande Bastonada!!




Dá-me gozo vê-los aos saltos, irados com a afronta! "Prove lá o que disse", dizem eles, cheios de medo de que ele prove mesmo alguma coisa.
Há corrupção e todos falam disso há séculos. Nunca se fez nada. Porquê agora este histerismo todo contra o novo Bastonário dos Advogados? Porque ele está a pôr em causa as prima-donas que há muito se governam à sombra tutelar das instituições a que presidem ou presidiram. António Marinho Pinto, é sem dúvida uma pedrada no lodaçal em que se transformou a justiça em Portugal.
Que siga com força!

5 comentários:

mordaki disse...

E que grande lodaçal que isto é ;disse ontem o insuspeito Medina Carreira :
Já repararam que desde os anos 8o se iniciaram alguns (poucos) processos de corrupção e nunca ninguém foi condenado? quando todos sabemos que a corrupção grassa com uma velocidade louca e que é uma das grandes responsáveis pelo caótico estado em que nos encontramos a caminho de ficarmos classificados como o último estado da Europa?
Se no direito fiscal existe a inversão do ónus da prova, porque não se faz o mesmo com a corrupção?
Quem não tem posses, e ganha 5000 euros por mês, pode passados dois anos comprar apartamentos de 200000 €? Poder pode, mas ele é que tem de provar de onde veio o dinheiro!Não somos nós que temos que provar que ele o "sacou"!!!
Só pelo gozo de vermos "as virgens inocentes"a mexerem-se, valeu a pena!
Mordaki

líseo disse...

Marinho Pinto é o exemplo acabado do mais despudorado populismo, tão caro à direita e a certa esquerda que busca, desesperadamente, agenda política própria.

Anónimo disse...

liseo,pq não vai até ao Casino de Lisboa?Pq não vai dar uma volta ao bilhar grande?Este tipo de gente é um avivar da corrupção,um estimulo.Pode-se associar ao camelo.Uma cáfila.ele há os que se orientam e aqueles que aplaudem embora só percam com as negociatas.Que Cretino!!!Só pode ser um aborto mental aquele tipo de gente q diz que os politicoas são todos os mesmos e vão votar neles.Estúpidos,não deveriam ter direito ao voto!Ou melhor,a dita democracia não o é enquanto não for participativa e estes imbecis serem desmascarados na prática e perante aassembleia de participantes

líseo disse...

Fiquei elucidado sobre a concepção democrática do sr. anónimo que me antecedeu. Eloquente no dizer, elegante no trato, sabedor nas afirmações... Sim senhor, que protento !

Leiria em Cuecas disse...

Líseo, não o entendo!
Diga-me, se quiser:
O que o Marinho Pinto disse tem alguma a coisa a ver com a direita?
Já agora diga-me em quê!! É que toda a direita lhe faz a mesma crítica que o Líseo, que ele é "um populista de esquerda", já agora de "uma certa esquerda", como o senhor precisa. Não utilizando o mesmo tipo de trato que o anónimo, perfilho contundo dos mesmos sentimentos: estou farto de nins, de gente que defende a forma em vez do conteúdo, que se esconde em esquemas de duvidosa bondade como essa de "outra certa esquerda" não se rever no que diz Marinho Pinto, que se limitou a dizer o que todos sabem mas não dizem, pois páginas tantas, " quem tem telhados de vidro..."

Redfish