segunda-feira, outubro 30, 2006

AI, o que vai ser de ti, Isabel Damasceno?


O Dr. Zé António e os seus amigos, deram uma sova no "Delfim" da Damasceno (Poço de seu nome) que até meteu impressão, e agora onde se vai meter ela?
E o finório da Batalha, (Frazão), vai ter que falar mais baixinho..ou deu-lhe geito?
Esperemos pelos próximos capitulos .

Ceroulas á espreita!

quarta-feira, outubro 25, 2006

Descubra as diferenças



Notícia bombástica: Os partidos concorrentes às eleições têm as contas ilegais. Aqueles que se apresentam para ser os governantes deste país e que exigem ao povo "ónesto" que tire das suas parcas economias um bom quinhão para sustentar este Estado chupista, quando chega a vez deles fazerem o mesmo, tá quieto, não o fazem e ainda arranjam desculpas, esfarrapadas a maior parte delas. Foi o bom e o bonito. Nos jornais e nas rádios, já para não falar na tv , era só gente do PS e do PSD com ar inocente a dizer "que bem queriam, pois, mas não foram capazes, mas para a próxima..."
E no fórum da TSF, e na Antena Aberta da Antena 1, foi ouvir o povinho, desde o empresário ao humilde trabalhador, passando pelo desempregado, e sem esquecer as donas de casa e outros mais que eu não lembro, a zurzir em todos os partidos da Direita à Esquerda, o mote foi o do costume, são todos iguais, uns bandidos que nos enganam e nós gente de bem, ( e pelos vistos burros como cerdos, porque andamos nisto há mais de 30 anos e ainda não fomos para lá nós fazer melhor, mandamos para lá sempre os mesmos!!!) é que sustentamos esta cambada, etc e tal.
Esta é uma das mais eficazes formas de manipulação informativa. 1-O facto: ilegalidades, irregularidades
2- Os autores: os partidos políticos que concorreram às eleições 3- Desmentidos e explicações: PS e PSD
Todos os outros não são ouvidos nem tidos em conta nos principais canais, na SIC Notícias todos os partidos com assento parlamentar foram ouvidos... todos? Não! Para a SIC o BE não conta. Mas passemos adiante e falemos do que deveria ser esclarecido.
1- Concorreram às eleições muitos mais partidos dos que os que têm deputados eleitos
2- Há enormes diferenças entre o dinheiro gasto pelos diversos partidos nas eleições, com o PSD, o PS e o
CDS a destacarem-se na despesa feita.
3- Há que definir a diferença entre ilegalidades e irregularidades, ou seja, entre actos ilegais e erros de ordem burocrática,por exemplo.
4- Houve partidos que apresentaram contas correctas. O BE, por exemplo. Houve quem não apresentasse contas, sequer!!!
5- A própria lei tem contradições e parece ser feita para não ser cumprida! Todos os partidos se queixaram dela. TODOS! Mas o PS e o PSD votaram nela, quando foi aprovada no Parlamento. O BE foi contra.
Agora, é baralhar e tornar a dar. Tudo esclarecido e nem todos os Partidos nem todos os políticos seriam tão iguais como nos querem fazer crer!!

Não pretendo aqui ser advogado de defesa de ninguém, nem para tal fui encomendado. Apenas pretendo abrir mais uma vez a discussão. A quem serve esta imprensa? A quem interessa a descridibilização da política?

Redfish

CARTA ABERTA AO ENGENHEIRO

JOSÉ SÓCRATES



Esta é a terceira carta que lhe dirijo. As duas primeiras motivadas por um convite que formulou mas não honrou, ficaram descortesmente sem resposta. A forma escolhida para a presente é obviamente retórica e assenta NUM DIREITO QUE O SENHOR AINDA NÃO ELIMINOU: o de manifestar publicamente indignação perante a mentira e as opções injustas e erradas da governação.

Por acção e omissão, o Senhor deu uma boa achega à ideia, que ultimamente ganhou forma na sociedade portuguesa, segundo a qual os funcionários públicos seriam os responsáveis primeiros pelo descalabro das contas do Estado e pelos malefícios da nossa economia. Sendo a administração pública a própria imagem do Estado junto do cidadão comum, é quase masoquista o seu comportamento.

Desminta, se puder, o que passo a afirmar:

1.º Do Statics in Focus n.º 41/2004, produzido pelo departamento oficial de estatísticas da União Europeia, retira-se que a despesa portuguesa com os salários e benefícios sociais dos funcionários públicos é inferior à mesma despesa média dos restantes países da Zona Euro.

2.º Outra publicação da Comissão Europeia, L´Emploi en Europe 2003, permite comparar a percentagem dos empregados do Estado em relação à totalidade dos empregados de cada país da Europa dos 12. E o que vemos? Que em média nessa Europa 25,6 por cento dos empregados são empregados do Estado, enquanto em Portugal essa percentagem é de apenas 18 por cento. Ou seja, a mais baixa dos 12 países, com excepção da Espanha.

As ricas Dinamarca e Suécia têm quase o dobro, respectivamente 32 e 32,6 por cento. Se fosse directa a relação entre o peso da administração pública e o défice, como estaria o défice destes dois países?

3º. Um dos slogans mais usados é do peso das despesas da saúde. A insuspeita OCDE diz que na Europa dos 15 o gasto médio por habitante é de 1458. Em Portugal esse gasto é . 758. Todos os restantes países, com excepção da Grécia, gastam mais que nós. A França 2730, a Austria 2139, a Irlanda 1688, a Finlândia 1539, a Dinamarca 1799, etc.

Com o anterior não pretendo dizer que a administração pública é um poço de virtudes. Não é. Presta serviços que não justificam o dinheiro que consome. Particularmente na saúde, na educação e na justiça. É um santuário de burocracia, de ineficiência e de ineficácia. Mas infelizmente os mesmos paradigmas são transferíveis para o sector privado. Donde a questão não reside no maniqueísmo em que o Senhor e o seu ministro das Finanças caíram, lançando um perigoso anátema sobre o funcionalismo público. A questão reside em corrigir o que está mal, seja público, seja privado. A questão reside em fazer escolhas acertadas. O Senhor optou pelas piores . De entre muitas razões que o espaço não permite, deixe-me que lhe aponte duas:

1.º Sobre o sistema de reformas dos funcionários públicos têm-se dito barbaridades . Como é sabido, a taxa social sobre os salários cifra-se em 34,75 por cento (11 por cento pagos pelo trabalhador, 23,75 por cento pagos pelo patrão ).

OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS PAGAM OS SEUS 11 POR CENTO! .

Mas O SEU PATRÃO ESTADO NÃO ENTREGA MENSALMENTE À CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES, COMO LHE COMPETIA E EXIGE AOS DEMAIS EMPREGADORES, os seus 23,75 por cento. E é assim que as "transferências" orçamentais assumem perante a opinião pública não esclarecida o odioso de serem formas de sugar os dinheiros públicos.

Por outro lado, todos os funcionários públicos que entraram ao serviço em Setembro de 1993 já verão a sua reforma ser calculada segundo os critérios aplicados aos restantes portugueses. Estamos a falar de quase metade dos activos. E o sistema estabilizará nessa base em pouco mais de uma década.

Mas o seu pior erro, Senhor Engenheiro, foi ter escolhido para artífice das iniquidades que subjazem á sua política o ministro Campos e Cunha, que não teve pruridos políticos, morais ou éticos por acumular aos seus 7.000 Euros de salário, os 8.000 de uma reforma conseguida aos 49 anos de idade e com 6 anos de serviço. E com a agravante de a obscena decisão legal que a suporta ter origem numa proposta de um colégio de que o próprio fazia parte.

2.º Quando escolheu aumentar os impostos, viu o défice e ignorou a economia. Foi ao arrepio do que se passa na Europa. A Finlândia dos seus encantos, baixou-os em 4 pontos percentuais, a Suécia em 3,3 e a Alemanha em 3,2.

3º Por outro lado, fala em austeridade de cátedra, e é apologista juntamente com o presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, da implosão de uma torre ( Prédio Coutinho ) onde vivem mais de 300 pessoas. Quanto vão custar essas indemnizações, mais a indemnização milionária que pede o arquitecto que a construiu, além do derrube em si?

4º Por que não defende V. Exa a mesma implosão de uma outra torre, na Covilhã ( ver ' Correio da Manhã ' de 17/10/2005 ) , em tempos defendida pela Câmara, e que agora já não vai abaixo? Será porque o autor do projecto é o Arquitecto Fernando Pinto de Sousa, por acaso pai do Senhor Engenheiro, Primeiro Ministro deste país?

Por que não optou por cobrar os 3,2 mil milhões de Euros que as empresas privadas devem à Segurança Social ?
Por que não pôs em prática um plano para fazer a execução das dívidas fiscais pendentes nos tribunais Tributários e que somam 20 mil milhões de Euros ?
Por que não actuou do lado dos benefícios fiscais que em 2004 significaram 1.000 milhões de Euros ?
Por que não modificou o quadro legal que permite aos bancos , que duplicaram lucros em época recessiva, pagar apenas 13 por cento de impostos ?
Por que não renovou a famigerada Reserva Fiscal de Investimento que permitiu à PT não pagar impostos pelos prejuízos que teve no Brasil, o que, por junto, representará cerca de 6.500 milhões de Euros de receita perdida ?


A Verdade e a Coragem foram atributos que Vossa Excelência invocou para se diferenciar dos seus opositores.



QUANDO SUBIU OS IMPOSTOS, QUE PERANTE MILHÕES DE PORTUGUESES GARANTIU QUE NÃO SUBIRIA ,

FICÁMOS TODOS ESCLARECIDOS SOBRE A SUA VERDADE.



QUANDO ELEGEU OS DESEMPREGADOS , OS REFORMADOS E OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS COMO PRINCIPAIS INSTRUMENTOS DE COMBATE AO DÉFICE,

PERCEBEMOS DE QUE TEOR É A SUA CORAGEM

quinta-feira, outubro 19, 2006

Adivinha

Gostaram da "boca" do autarca PSD de Òbidos sobre a Isabel Damasceno?
Adivinhem quem está por detrás do rapaz?
O autarca das Caldas? O "Barreirinhas Duarte? ou Outrém?


Ceroulas

quarta-feira, outubro 18, 2006

Direitos empedernidos


Como não?
Assim até dá gosto!
Que é isso de direitos?
Somos todos uns rafeiros
E somos muitos, aposto
Masoquismo a quanto obrigas
O Paraíso ali à porta
Sofre, sofre meu menino
Que no Céu é tudo grátis
E com desconto para incontinentes
Sem excluir todos os assinantes
Do Cavaleiro da Imaculada
E as virgens excitadas
Das últimas ceias da Opus Dei
E os machos latinos
Das conversas em família maçónica
Operários em desconstrução do socialismo
Neo-fazedores das latrinas velho-liberais
Comerciantes de princípios,
E, sobretudo, Tu!
Tu, meu herói, Rei dos Tansos
Tu, meu amor translúcido e obediente,
Tu, querida cobaia de todos os cremes de beleza
Deste capitalismo travestido de felicidade
Tu, crente, cretino, cremado, criado, crispado
Tu, ave doméstica com as asas decepadas
Tu, que hipotecaste o sonho de voar por um ecrã de plasma
E vendeste os tomates para jogares no Euromilhões
Tu, que aprendeste que a ética não mata a fome
E aprendeste tão bem que já não sabes o que é
A Solidariedade
Nem acreditas… nem deixas de acreditar…já nem
Queres pensar, há quem pense por ti, eles
Os especialistas nas diversas Ciências e Artes
Os Scolaris da Economia e das Finanças
Os comentadores desportivos, o Bispo de Fátima
O Presidente da República, os assessores do presidente
As Ordens dos Advogados, dos Médicos
E a Associação Nacional das Farmácias
A Abelha Maia e, por fim,
O iceberg que afundou o Titanic,
Montanha gélida e submersa que navega satisfeita
E eficiente,
Arrombando os cascos de todos os navios à deriva
Neste mar de lágrimas,
Onde eu, apenas um Peixinho,
Luto arduamente para não me deixar apanhar
Nas redes que sempre atiram
Os patrões das Sereias que nos encantam
E adormecem.

sexta-feira, outubro 13, 2006

FORUM SOCIAL!

COMEÇA HOJE EM ALMADA O II FÓRUM SOCIAL
Às 15h de hoje tem início em Almada o II Fórum Social Português que se prolongará pelo fim-de-semana, culminando com uma manifestação no Domingo, às 15h a partir da Praça S. João Baptista. Hoje têm lugar duas conferências, ambas no Teatro Municipal de Almada: às 15h "Portugal numa Europa e num Mundo mais justos, solidários e pacíficos" e às 18h "Funções sociais do Estado e Serviços Públicos"

quinta-feira, outubro 12, 2006

Ah! Esta Assembleia Municipal!

Na última Assembleia, sómente o Bloco, e dois militantes do PSD, tiveram a coragem de de votar a favor da manutenção do aterro sanitário! Com os jornais a tentar minimizar a posição do Bloco, o assunto teria ficado por aqui.
Hoje, o Diário de Leiria noticia que "cinco municipios querem continuidade do aterro da Valorlis nos Parceiros". Só Leiria é que não!E o que é curioso é que os partidos que votaram contra em Leiria (CDS, PCP, PS e PSD,), votam a favor da manutenção nos outros municipios, com argumentos contrários aos invocados em Leiria.
A Camara que mais perto tem o aterro, a da Marinha, presidida pelo PCP, admite a manutenção do aterro naquele local!, quando em leiria, o mesmo partido votou contra "porque na sua opinião, os contratos são para se cumprir"
Perguntamos, o mesmo contrato cumpre-se em Leiria, e na Marinha não, porquê?
Ah! Santa Coerência!

Cuecas questionadoras

terça-feira, outubro 10, 2006

O ditador e o Museu


1933: Faz ratificar a nova Constituição (corporativa); cria a PVDE, polícia política; proíbe as oposições, impõe o partido único, regime totalitário. - 1936: Na Guerra Civil de Espanha apoia Franco; cria a Legião Portuguesa e a Mocidade Portuguesa; abre as colónias penais do Tarrafal e de Peniche - 1937: Escapa a um atentado dos anarquistas.- 1939: Iniciada a Segunda Guerra Mundial, Salazar conseguirá manter a neutralidade(?) do país. - 1940: Exposição do Mundo Português. - 1943: Cede aos Aliados uma base militar nos Açores. - 1945: A PIDE substitui a PVDE. - 1949: Contra Norton de Matos, Carmona é reeleito Presidente da República; Portugal é admitido como membro da NATO. - 1951: Contra Quintão Meireles, Craveiro Lopes é eleito Presidente da República. - 1958: Contra Humberto Delgado, Américo Tomás é eleito Presidente da República; o Bispo do Porto critica a política salazarista - 1961: 22/01, assalto ao Sta. Maria; 04/02, assalto às prisões de Luanda; 11/03, tentativa de golpe de Botelho Moniz; 21/04, resolução da ONU condenando a política africana de Portugal; 19/12, a União Indiana invade Goa, Damão e Diu; 31/12/61 para 01/01/62, revolta de Beja. - 1963: O PAIGC abre nova frente de batalha na Guiné. - 1964:A FRELIMO inicia a luta pela independência, em Moçambique. - 1965: Crise académica; a PIDE assassina Delgado. - 1966: Salazar inaugura a ponte sobre o Tejo. - 1968:Nova Crise académica ; Salazar cai de uma cadeira e fica mentalmente diminuído. - 1970: Morte do ditador.

E faz-se... na sua terra natal um museu!!!
"Cuecas danadas"

segunda-feira, outubro 09, 2006



Não sei se percebes, mas a vida é isto, diz-me o Chico que é esperto. Organiza-te, adapta-te, moderniza-te, domas?- diz-me o Chico esperto. Ele de facto adapta-se, e adapta tudo, a bem do turismo, a bem da nação, a bem dos seus e dos deles, ele vende understands, comprends, verchtets, capiccis e por aí fora conforme o estranja que lhe cair na sopa. Assim se vai fazendo este país de ex- marinheiros, com a esperteza saloia promovida a instituição, a " Floribela" a vedeta da canção, e os " Morangos" a obrigação: quem tem o que tem e não refila, mais não merece. Um país de iletrados, maus profissionais nos seus misteres por falta de cultura, fàcilmente manipuláveis e iludíveis, por quem tenha poder para isso, fazem de Portugal um país cada vez mais medíocre, onde quem destoa é apontado, onde a palavra intelectual é usada como insulto, onde querer saber é cada vez mais um combate muitas vezes perdido.

Saber, aprender, compreender, ler, informar, solidarizar, democratizar, dar, partilhar. O que tem tudo isto em comum? È simples!! Uma sociedade democrática, solidária, é forçosamente culta: informada; partilha informação: ler-»compreender-» aprender-» progredir!!

Uma sociedade autoritária, é fechada, não solidária, vive ocultando os seus excessos, os seus podres, a sua incultura, a sua falta de democracia.

É por isso que hoje, em Leiria, vemos com muita apreensão o que se passa com a nossa imprensa regional.

A sistemática ocultação de notícias, a manipulação de informação, o seguidismo e a bajulação mais serôdia fazem lembrar muito do que nós queremos esquecer e que pensávamos nunca mais voltar a encontrar em Portugal, pós 25 de Abril. Será que sempre é verdade, que em terra de cegos quem tem um olho, mesmo vesgo, é rei? Será que não há maior cego que aquele que não quer ver? Será que quem cala consente? Será que oque os olhos não vêem o coração não sente? Será que são bem- aventurados os pobres de espírito porque deles é o reino dos céus? Será que não querem uns understands e una birra?

Redfishateado

domingo, outubro 08, 2006

Damasceno e a não privatização da àgua

Finalmente da presidente da CAMARA DE LEIRIA, uma boa noticia :
Na ultima A. Municipal Isabel Damasceno afirmou peremptóriamente que era totalmente contra a privatização da água.

Bem _Haja Isabelita


peixe contente

sexta-feira, outubro 06, 2006

O Protesto dos Profs!

Greve marcada para 17 e 18 de Outubro
MAIS DE 20 MIL PROFESSORES PROTESTARAM NA RUA.


PRA FRENTE PESSOAL

Assembleia Municipal de Leiria

Dia 29 de Setembro a A. M. debruçõu-se sobre o aterro sanitário, sobre a proposta de Lei da finanças locais, sobre o aumento ou não do IMI; da Derrama, dos preços do estacionamento, etc.. o Região de Leiria (do grupo Lena) entendeu transmitir aos seus leitores tão sómente uma expressão da Isabel Damasceno em relação ao B.E., e uma "provocação" de um membro da Assembleia(do PS) a outro(do PSD) e a resposta deste e...nada mais. Não fez qualquer artigo sobre a A. Municipal!
Nem tão pouco resumiu o que se passou ou deu qualquer indicação sobre as votações!
Como sabemos a A. Municipal é tão só o orgão fiscalizador da autarquia, e o que decide sobre os assuntos mais importantes da mesma, já que os vereadores e a presidência fazem parte, sómente, do orgão executivo!
Quem informa o quê e para quem, ou melhor, quem boicota a informação?
E porquê?

"peixetriste"

quinta-feira, outubro 05, 2006

A Arte de Não Saber



Sempre que me ausento destas terras de Leiria sei que quando voltar tudo estará na mesma, ou melhor a vida seguirá uma via involutiva que progressivamente afasta a cidade/concelho/distrito da qualiddade que toda a população merece e quer, mesmo que não o saiba. Sobre o não saber, é giríssimo o que diz luis Sepúlveda no seu livro "O Poder dos Sonhos". Ele diz que o nã saber não deve ser confundido com a ignorância, "pois os ignorantes não costumam ser responsáveis pela sua triste condição. " E alerta para a "arte de não saber", que "se pratica a partir de uma rigorosa selecção daquilo que não convem saber, e, em consonância com essa selecção, oferece-se um substituto.... provém de uma visão ególatra e egocêntrica do mundo e da sociedade".
E dá exemplos de Arte de Não Saber, como do director da CIA, George Tenet, em que os americanos mais os aliados ingleses, simplesmente não sabiam que, 1 ano, 1 mês, 1dia antes da agressão ao Iraque, as aramas de destruição massiça tão valoruizadas, não existiam. Sustitui-se o Não Saber, então , por uma conclusão espantosa: Sadam era um ditador atroz, coisa que nenhum de nós sabia, está visto, até ele nos vir dizer!! Há mais exemplos desta Arte de Não Saber que Sepúlveda desmascara nas páginas dese O Poder dos Sonhos, que eu recomendo, vivamente.
Assim poderemos nós falar da Arte de Não Saber deste executivo Damascénico, quando do estádio? Podemos lembrar esta arte em Isabel Gonçalves e o cargo na Leirisport? E agora com a transferência do aterro, será que todos executivo e oposição e mais quem nisto está metido que o tratamento do lixo ficará bastante mais caro sem garantias de melhor servir? E as não notícias nos nossos principais média não são bons exemplos de Arte de Não Saber, mestre nisso não é o senhor José Manuel Fernandes?
É assim!! Fico fora uns tempos e dá-me para isto. Mas, sem que seja remédio para o esquecimento, nem desculpa para tudo o resto, nã esquecer que decorre o festival de Jazz em Leiria e na Marinha, sabe a pouco e está quase a acabar, é de aproveitar porque para o ano pode não haver, lembrem-se que se for para a frente a NOVA LEI DAS FINANÇAS LOCAIS que o Governo sócrates preparou, as câmaras vão ficar ainda mais dependentes das negociatas com as maiorais da constução civil, e como já é hábito será nas áreas sociais, cultura incluída, que haverá cortes.

Abraços bloguistas

Redfish

quarta-feira, outubro 04, 2006


Sabeis vós leiria em cuecas?

De quem é este Castelo de Leiria?
Dizem as normas de execução patrimonial (antigas nep´s dos tempos da tropa...) que pertence ao EP (Estado Português). Que agora é, não sei se uma República das bananas se uma casca de banana na qual andamos alguns de nós (aquela maioria silenciosa que nem sequer sabe refilar!...) a resvalar e a cair de cu...
Bem nos andam a tramar a vida, que o dinheiro dos cofres do tal EP só chegam para os políticos de carreira, para algumas castas de funcionários públicos e...os outros que se amanhem, mesmo que já tenham contribuído para a SS durante mais de 40 anos, tenham andado à nora pelas Áfricas e tenham levado uma vida a dar cabo dos miolos a fazer contas para viver...
Até um dia destes...agora que vos descobri, "leiria em cuecas".
É claro que vou espetar na ladeira para o Castelo mais um estandarte com um link para este blogue.
antonio (dispersamente)

domingo, outubro 01, 2006

Isabel gonçalves da Camara de Leiria

A candidata do CDS que é vereadora a tempo inteiro e além disso recebe choruda maquia por ser, também e ao mesmo tempo , administradora da mais que falida Leirisport, ao que soubemos faz também parte da Valorlis???
Será que de lá não vem "com quibus melones mercantur"? ( aquilo com o que se pode comprar melões—diz a tradutora do blog)

O Aterro e a Assembleia Municipal

Há cerca de um mês, era o "farrobadó"! Na Camara da Marinha tanto o PS, o PSD como a CDU eram a favor da manutenção do aterro!
Em Leiria Isabel Damasceno e seus muchachos eram acérrimos defensores da manutenção e faziam gala de tal facto.! O PS, como sempre, dividido, era mais para a manutenção que para a mudança.
Aconteceu que na Camara de Leiria foi votada por unanimidade a sua transferência!!!! e na A. Municipal CDU+PS+ PSD+CDS fotaram a favor da mudança,; só o B.E. acompanhado por dois ou três membros do PS e PSD, foi a favor da Manutenção do aterro, por ser a melhor e a mais económica solução para as populações dos seis concelhos!